[ editar artigo]

Conluio entre Fux e a Lava-Jato é apontado por Reinaldo Azevedo

Conluio entre Fux e a Lava-Jato é apontado por Reinaldo Azevedo

Conluio entre Fux e a Lava-Jato é a acusação que Reinaldo Azevedo faz em seu programa O É da Coisa, pela rádio Band News a partir das informações vazadas do site The Intercept Brasil.

A guerra retórica atinge planos de interpretação interplanetárias e interestelares com as teorias de Reinaldo Azevedo sobre a VazaJato, Sérgio Moro, Deltan Dalagnoll e outros personagens desta trama incrível. 

O grande problema é que sua articulação de comunicação e capacidade de envolvimento linguístico ludibria os mais inocentes e agrega perspectivas pouco republicanas. Assim, como sempre o fez.

E também sabe usar alguns elementos da mesma retórica para não fechar questão sobre os assombros arquitetados contra seus desafetos. Diante de todas estas elocubrações, ele solta:

Pelo menos, essa é a minha opinião.

Reinaldo Azevedo destrói reputação de senador

Há quem não associe uma coisa sobre outra. Porém, o jornalista já usou seu poder retórico para defender José Serra em episódio trágico de apelo popular nacional.

O caso Eloá

Quando houve aquela patética sequência de ações das autoridades diante o sequestro de Eloá pelo namorado, José Serra entrou no show da mídia e impediu a ação dos policiais em resolver o assunto.

O caso ficou desgovernado, ao ponto de uma vítima retornar ao cativeiro depois de ser libertada pelo sequestrador.

O consultor de segurança Marcos do Val, hoje senador pelo Espírito Santo, revelou em palestra como teve sua reputação totalmente destruída por conta dos ataques que Reinaldo Azevedo havia feito em seu blog, na época hospedado pelo domínio da Veja.com.

Reinaldo Azevedo usou sua retórica para proteger a reputação de José Serra mediante o resultado desastroso do caso em questão, inclusive, com a morte da adolescente Eloá e o risco de morte da outra vítima ao retornar para o cativeiro.

Marcos do Val conta esta trajetória num vídeo postado em sua fanpage. Clique aqui para acessar esse vídeo.

Mais uma vez percebe-se a guerra retórica que nasce a partir de fatos jornalísticos e são distorcidos em prol da defesa de uma ideologia enviesada e dissidente de interesses ocultos.

Estado Cidadão
Rafael Cardoso
Rafael Cardoso Seguir

Um cidadão que deixou de ser passivo para trazer luz e ambiente à discussão social e político.

Ler conteúdo completo
Indicados para você